Desativar Preloader

Beleza Negra 2019: Centro de Educação de Jovens e Adultos – CEJA Prof. Milton Marques Curvo

... O Centro de Educação de Jovens e Adultos – CEJA Professor Milton Marques Curvo que, atualmente, está sob a direção da Professora Ma. Edileuza da Silva Oliveira, realizou a Festa da Beleza Negra 2019 no dia 28/11/2019 (quinta-feira), contou com a participação e apoio de toda a comunidade escolar (profissionais da educação, alunos/as, familiares) e comunidade externa.


 

O Centro de Educação de Jovens e Adultos – CEJA  Professor Milton Marques Curvo que, atualmente, está sob a direção da Professora Ma. Edileuza da Silva Oliveira, realizou a Festa da Beleza Negra 2019 no dia 28/11/2019 (quinta-feira), contou com a participação e apoio de toda a comunidade escolar (profissionais da educação, alunos/as, familiares) e comunidade externa. Foram mais de dois meses de preparação dos alunos, vinculando temas sobre a cultura afro-brasileira entre as Áreas do Conhecimento e Unidades Temáticas.  

O projeto “Beleza Negra” acontece desde 2012 com desenvolvimento em todas as Áreas do Conhecimento. Tem o objetivo de fortalecer a cultura afro-brasileira presente na escola e na sociedade, utilizando-se a data do Dia da Consciência Negra (20/11) como referência para a realização do evento. Além do tema estar difundido durante as aulas, enquanto objeto do conhecimento, foi possível prestigiar durante o evento, pesquisas e produções artísticas em diferentes linguagens, produzidas pelos/as alunos/as da escola, juntamente com os profissionais da educação e acompanhamento pedagógico.

A festa contou com apresentações culturais de diferentes estilos e temáticas. Iniciou-se com a belíssima apresentação de dança “Dançando e Requebrando no Balanço da Música ‘O Brasil é isso aí’” do qual participaram alunos/as do Projeto Leitura e Inclusão, alunos/as da Unidocência, do Ensino Fundamental e Médio. Além disso, a apresentação contou com a colaboração de uma profissional do Apoio Educacional, uma Agente de Pátio, da mãe de uma das alunas representando a família na escola e de um profissional do meio artístico.

Outras apresentações marcantes foram: o teatro do poema “Me gritaram Negra” de Victoria Santa Cruz (expoente da arte peruana, compositora, coreógrafa e desenhista, com destaque na arte afroperuano e no combate ao racismo); Grupo de Capoeira Gitá (coordenado pelo contramestre Ninja); interpretação em libras da música de Jorge Aragão: “Coisa de Pele”; teatro do poema “Canção do Africano” de Castro Alves; exposição do trabalho “Religiões de Matriz Africana (Candomblé e Umbanda)” juntamente com uma apresentação da dança do ritmo Alujá (tradicional do povo de Oyó); e o tradicional desfile para a escolha da Miss e do Mister Beleza Negra 2019.

O CEJA – Prof. Milton Marques Curvo, agradece a participação de todos/as no evento e enfatiza a importância da representatividade negra na escola. Ainda que, em termos quantitativos, a maior parte da população que habita  o espaço escolar seja negra, o currículo escolar tem por base as heranças coloniais, ou seja, branca. Que este evento (em sua totalidade) seja sempre lembrado em cada dia letivo, em cada aula, nas relações interpessoais, na ética profissional, ultrapassando os muros da escola de forma que agregue à formação humana, valores, respeito, consciência e acima de tudo, união para extinguir o racismo e a desvalorização cultural afro-descendente.

 

Compartilhe essa Matéria